Nomes com peso histórico do jazz americano e europeu e da nova geração do jazz português definem o Estarrejazz´22

Este ano, o Festival de Jazz de Estarreja contempla sete concertos, todos com início às 21h30.

Quarta, 28 de Setembro 2022


A 17.ª edição do Estarrejazz – Festival de Jazz de Estarreja arranca no próximo dia 1, sábado, e estende-se até dia 15 de outubro, reafirmando-se como veículo de divulgação e conhecimento do jazz. Na edição de 2022, o Festival evidencia a tradição do jazz americano, a versatilidade do jazz europeu, com especial destaque aos nomes consolidados e emergentes do jazz português.

O evento abre em festa com o pianista Victor Zamora com a formação Sexteto Cuba, que conta com a participação do saxofonista Ricardo Toscano e, ainda, Pedro Aguilar Corrales (baixo elétrico e coros), Ivan Campillo (bateria, coros), Osvaldo Pegudo (percussão), Gretel Tamares (voz), José Debray (voz e tres cubano), no dia 1 de outubro. Numa celebração dos ritmos quentes e o sol de Cuba e num tributo à música tradicional cubana, este espetáculo convida-o a saborear a essência desta cultura com o virtuosismo do piano de Zamora e o colorido do Latin Jazz.

Paulo Santo Quinteto promete um concerto no dia 6 de outubro, “viciante, intimista e divertido” em que será apresentado o mais recente disco “Águeda”. O vibrafonista e compositor Paulo Santo mostra, ao lado de Luís Cunha (trompete), João Mortágua (sax alto e soprano), Francisco Brito (contrabaixo) e João Pereira (bateria), a sua sonoridade própria e rica em improvisação, convidando o espectador a entrar no processo de criação.

Versátil, intuitivo e melódico, o saxofonista e compositor estarrejense Miguel Valente, com apenas 21 anos, é capaz de tocar diferentes estilos. Vencedor do Concurso Internacional de Jazz da Universidade de Aveiro, Miguel Valente Quarteto, que promete ser uma força ascendente no panorama da nova geração do jazz português composto por Julia Perminova (piano), Josef Zeimetz (contrabaixo), Luis Possollo (bateria), vai explorar o jazz moderno com melodias únicas e ritmos inovadores, na noite do dia 7 de outubro.

No dia seguinte, dia 8, o guitarrista e compositor Daniel Neto ao lado de Johannes Krieger (trompete), Rui Bandeira (trombone), Gil Gonçalves (tuba), Francisco Brito (contrabaixo) e Paulo Bandeira (bateria), dá o mote para um concerto baseado num jogo de liberdade e precisão, partindo de uma multiplicidade de referências na raiz do jazz, blues, free jazz, rock, música erudita e noutros estilos baseados na improvisação.

A 13 de outubro, o destaque é para o aclamado e versátil trompetista Tomás Pimentel. Considerado uma das grandes referências do jazz português, Tomás Pimentel conta com a cumplicidade de Ricardo Toscano (saxofone alto), Edgar Caramelo (saxofone tenor), António Pinto (guitarra), João Paulo Esteves da Silva (piano), Mário Franco (contrabaixo) e Alexandre Frazão (bateria) para um espetáculo com uma sonoridade mais orquestral que é muito rica, não deixando de parte a improvisação.

O cartaz do Estarrejazz inclui também, no dia 14 de outubro, o norte americano Ravi Coltrane. Saxofonista, líder de banda e compositor aclamado pela crítica, é o segundo filho dos lendários músicos John e Alice Coltrane. Em palco, o fundador da proeminente editora independente “RKM”, que se faz acompanhar por Gadi Lehavi (teclado), David Gilmore (guitarra), Lonnie Plaxico (contrabaixo) e Elé Howell (bateria),  convida o público a permitir que os sons e o espírito do jazz dominem os seus sentidos, enquanto Ravi Coltrane e a sua banda exploram a música cósmica, mística e espiritual dos seus pais, considerados dos músicos mais importantes da história do jazz.

A edição de 2022 termina no sábado, dia 15, com a Orquestra de Jazz de Estarreja, sob a batuta do maestro Carlos Azevedo. Este ano, o concerto da formação musical concelhia conta com a presença do compositor, maestro e saxofonista espanhol Jesus Santandreu. Com uma vasta carreira e reconhecida carreira ligada às big bands, das orquestras sinfónicas aos coletivos de sopros, vem ao Estarrejazz tocar os seus originais, tornando este concerto inigualável e mais um momento memorável do seu percurso.

Nasceu há 9 anos e é resultado dos workshops e masterclasses promovidos durante o festival. A Orquestra de Jazz de Estarreja é uma extensão da marca Estarrejazz, mas também uma montra viva da qualidade dos jovens músicos da Região de Aveiro, que tem andado em digressão pelo país, e tem atuado ao lado de grandes nomes da música nacional e internacional. 

O Jazz no Cinema

Na edição de 2022, há lugar também para o CineJazz com a exibição dos filmes “A vida de Miles Davis (Miles Ahead)”, de Don Cheadle, e “Jazzé Duarte”, de Jorge Paixão da Costa, nos dias 20 e 27, respetivamente, e integrados na rubrica “Quintas de Cinema”.

No foeyer do CTE, o público poderá visitar uma exposição de cartazes, dedicada à temática do jazz em Portugal, cedida pela Universidade de Aveiro. Ficará patente durante o evento.

O Estarrejazz 2022 é cofinanciado pela República Portuguesa-Cultura/DGArtes, ao abrigo do Programa de Apoio à Programação da RTCP.

Adquira o(s) bilhete(s) para o(s) espetáculo(s) da sua preferência, na plataforma online BOL, na bilheteira física, no horário habitual, ou pode reservar o seu lugar através do tel. 234 811 300.