Amanhã, no âmbito do festival Cinanima

Cine Clube de Avanca lança livro crítico sobre novas tecnologias na animação

Terça, 06 de Novembro 2001

«Cinema sem Actores – novas tecnologias da animação centenária» é o título do livro que amanhã (quarta-feira), pelas 18 horas, no Centro Multimédios de Espinho, será apresentado ao público do Cinanima – Festival Internacional do Filme de Animação – que decorre naquela cidade. O livro, da autoria de António Costa Valente, presidente do Cine Clube de Avanca, Estarreja, é uma obra metódica e abrangente, constituindo a primeira obra crítica em língua portuguesa sobre a aplicação das novas tecnologias na produção de cinema de animação. Das imagens tradicionais aos suportes digitais, são abordadas no livro várias tecnologias da animação e abertas algumas janelas para a investigação actual nesta área.Em tempo de novas tecnologias, a produção mundial de cinema de animação inscreve-se na primeira linha desta evolução ao mesmo tempo que se torna numa indústria imprescindível ocupando cada vez mais espaço em todos os suportes do audiovisual. A obra, que integra a colecção «Comunicação e Arte» das edições do Cine Clube de Avanca, teve o apoio do Ministério da Cultura e do Instituto do Cinema, Audiovisual e Multimédia e é patrocinada pelo Cinanima. Além de presidente do Cine Clube de Avanca, António Costa Valente é docente no Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro onde ensina animação no contexto das novas tecnologias. É ainda produtor e realizador, responsável por várias dezenas de obras, várias vezes premiadas, sendo ainda co-responsável pela primeira longa metragem de animação portuguesa «João Mata Sete», actualmente em produção pelo CCA. Além da apresentação da obra de António Costa Valente, o Cine Clube de Avanca participa amanhã com dois filmes na competição internacional do Festival Cinanima de Espinho As produções do CCA em competição serão «A Última Gota», de Rui Nelson, um filme de dois minutos realizado em desenho animado com uma abordagem inovadora sobre a problemática do álcool e da condução, e «Avanca 2001», de Vítor Lopes, o genérico dos «Encontros Internacionais de Cinema, Televisão, Vídeo e Multimédia» que se realizam anualmente naquela vila do concelho de Estarreja. Esta última produção estará em competição na categoria de genéricos e filmes publicitários.