Estarrejazz: 6 concertos em destaque de 4 a 13 de outubro

São 12 anos de história. São jovens músicos talentosos. São excelentes compositores e intérpretes. São dois fins-de-semana. São seis concertos únicos. São jazz.

Segunda, 01 de Outubro 2018


Com o mês de outubro chega a 13.ª edição do Estarrejazz – Festival de Jazz  de Estarreja, de 4 a 13, com nomes sonantes da música contemporânea: Quinteto Bernardo Moreira, Jeffery Davis Quinteto, Marta Hugon e Big Band Estarrejazz com Salvador Sobral.

Com o mês de outubro chega a 13.ª edição do Estarrejazz – Festival de Jazz  de Estarreja, de 4 a 13, com nomes sonantes da música contemporânea: Quinteto Bernardo Moreira, Jeffery Davis Quinteto, Marta Hugon e Big Band Estarrejazz com Salvador Sobral.

O contrabaixista Bernardo Moreira regressa à música de Carlos Paredes apresentando o espetáculo “Entre Paredes” (dia 4) numa celebração entre o jazz, o fado, a canção e o fado de Coimbra.

Referência irrefutável do jazz, a cantora portuguesa Maria João volta a Estarreja (dia 5) acompanhada pelo pianista André Mehmari para uma homenagem a Aldir Blanc. “ Círculo” pisa o palco do Cine-Teatro (dia 6) para um concerto com Rita Maria, Mário Franco e Luís Figueiredo onde a música ganha vida com a interação entre os músicos.

Ao lado de José Soares (saxofones alto e soprano), Óscar Marcelino da Graça (piano), Francisco Brito (contrabaixo) e Marcos Cavaleiro (bateria), o vibrafonista Jeffery Davis apresenta o seu projeto (dia 11) com influências que vão desde o jazz tradicional à música erudita, da literatura à pintura. Marta Hugon presenteia os espectadores com uma viagem emocional com o seu novo trabalho (dia 12), dando voz e corpo a palavras suas e de autores como José Eduardo Agualusa, Afonso Cabral ou Nádia Schiling.

Na última noite de festival (dia 13), os músicos da terra - a Big Band Estarrejazz – convidam Salvador Sobral para dividirem o palco. Surgida em 2012 como passo seguinte da vertente formativa do festival, a Big Band Estarrejazz tem contracenado com importantes personalidades que trazem na bagagem um reportório infindável diverso e único. 

Este ano, no âmbito do LAC – Laboratório de Aprendizagem Criativa e materializando o princípio da educação pela arte, o evento traz novidades: workshops para o público escolar.

Ao longo dos anos, o Estarrejazz mantém um programa orientado para a divulgação e fruição do jazz, nas suas dimensões mainstream e contemporâneas. Com uma visível aposta em músicos e formações nascidos em solo luso, este festival já se encontrou com o inesquecível Bernardo Sassetti, bem como com Mário Laginha, Carlos Bica, Nelson Cascais, Jeff Davis, Mário Delgado, Perico Sambeat, Carlos Barretto e Carles Benavent, sem esquecer o cantor norte-americano Kurt Elling, em 2012.