Autarquia atenta ao Rio Antuã e ao ambiente

Face às notícias relacionadas com a poluição do rio Antuã, o Município de Estarreja informa que está a investigar e a apurar as razões que levaram com que a tinta resultante da lavagem dos instrumentos associados ao ESTAU - Festival de Arte Urbana tenha desaguado no rio Antuã.

Terça, 25 de Setembro 2018


O Presidente da Câmara Municipal de Estarreja, Diamantino Sabina, faz saber que o processo usado este ano foi o mesmo das edições anteriores, ou seja, o uso de saneamento para posterior tratamento das águas.

Por razões que ainda desconhecemos, a água foi para o rio e não para o saneamento. Estamos a investigar o que terá acontecido”, realça o presidente.

Apesar da baixa toxicidade das tintas, por serem de base aquosa, o município não desvaloriza o incidente, estando a monitorizar o potencial impacto ambiental - quer na flora e na fauna. “Não há vestígios que se tenha prejudicado o ecossistema envolvente”, adianta Diamantino Sabina. Acrescenta ainda que nos próximos dias, o município continuará atento a esta situação.