Recordar é viver com o Mercado Antigo

Festas do Município abriram com recriação histórica

Terça, 05 de Junho 2018


Foi com uma viagem no tempo que as Festas de Santo António começaram em Estarreja. Quem passou pelo centro da cidade este fim de semana, assistiu a uma transformação da Praça Francisco Barbosa com eco nas memórias vindas diretamente de finais do século XIX a meados do século XX.

 

O Mercado Antigo, com duração de dois dias, não só garante o bilhete para uma viagem no tempo como assegura a valorização e defesa das memórias, do património e tradições locais.

 

Espaços de venda, encenações, trajes, artesanato, comes e bebes, costumes e ofícios e música tradicional fizeram-nos recuar no tempo. Muitos reviveram essas formas de vida mais distantes, mas das quais ainda fizeram parte. Os mais novos, que também contribuíram para a recriação, compreenderam como viviam os seus antepassados.

 

Pelo envolvimento da comunidade e associações e pelo peso histórico que encerra, a recriação do Mercado Antigo, que incluiu ainda o Desfile Etnográfico e o Encontro de Folclore, representa um dos momentos altos dos festejos que honram o santo casamenteiro.

 

Os melhores embaixadores de outras épocas

 

Entre dezenas de participantes nas várias categorias, são atribuídos prémios para os melhores representantes do passado. A Sociedade Recreativa e Musical Bingre Canelense ganhou duplamente, a melhor encenação com a “Contradança” e o melhor espaço de venda. A Peixeira protagonizada por Karina Marques venceu o prémio de Melhor Traje Ajustado à Época.

 

Depois da abertura na Praça Francisco Barbosa, as Festas do Município prosseguem no Parque do Antuã com grandes nomes da música portuguesa.

 

Organizadas pela Câmara Municipal de Estarreja, as Festas de Santo António, da Cidade e do Município prosseguem na sexta-feira, dia 8, no Parque Municipal do Antuã, para mais seis dias de festa recheados de boa música - Diogo Piçarra (dia 8, sexta), Os GNR (dia 9, sábado), Os Quatro e Meia (dia 10, domingo) e Fernando Daniel (dia 11, segunda) -, de boa comida – com as Tasquinhas de gastronomia regional servida pelas associações locais entre 8 a 13 de junho -, e sempre com a tradição e os valores locais em destaque - Marchas Populares (dia 12, terça), com perto de 900 marchantes, e o encerramento com o superconcerto das Bandas em Festa (dia 13, quarta) que juntará cerca de 150 músicos em palco.

 

Mas há mais sugestões para estes dias no programa completo dos festejos. Consulte também a brochura das Festas.