Filme "Uma Vida Sublime" Vence Prémios nos EUA e Itália

Quinta, 10 de Maio 2018


A longa-metragem "Uma Vida Sublime", de Luís Diogo venceu o prémio Best of World Cinema Feature (Melhor longa-metragem mundial não americana) no Indy Film Fest, festival que decorreu em Indianápolis nos Estados Unidos entre 26 de abril e 6 de maio. Este festival é uma organização da Indiana State University.

O filme era um dos concorrentes da secção World Cinema, depois de ter sido selecionado entre centenas de filmes.

O prémio já era esperado depois do crítico americano Cristopher Loyd, numa entrevista televisiva, ter colocado "Uma Vida Sublime" como um dos três filmes a ver dos mais de 150 que compunham o festival.

Também este fim de semana o filme venceu o Prémio de Melhor Guarda-Roupa no Voce Spettaclo Film Festival que decorreu em Matera, Itália, cidade que será Capital Europeia da Cultura em 2019.

Recorde-se que "Uma Vida Sublime" estreou no Fantasporto onde obteve o prémio de "Melhor Ator" (Eric da Silva), na secção “Semana dos Realizadores”.

"Uma Vida Sublime" é a segunda longa-metragem do cineasta Luís Diogo, que também é autor do argumento original e coprodutor com António Costa Valente. Produzida em parceria com o Cine-Clube de Avanca e a Filmógrafo, este filme integrou o projeto “Creative Film Workshops” do Festival de Cinema AVANCA.

Luís Diogo realizou anteriormente a longa metragem "Pecado Fatal" e é autor dos argumentos originais dos filmes "A Bomba" (de Leonel Vieira) e "Gelo" (de Luís e Gonçalo Galvão Teles).

"Uma Vida Sublime" participou já em 11 festivais, e está selecionado para mais cinco.

Será igualmente exibido no 22º AVANCA, Festival Internacional de Cinema que decorrerá na última semana de julho na localidade de mesmo nome do Concelho de Estarreja, e onde em 2016 decorreram parte significativa das filmagens desta longa metragem de ficção.

O filme conta a história de um médico que tem uma vida SUBLIME mas que não consegue viver rodeado de tristeza pelo que usa métodos radicais na esperança que voltar a injetar de vida pessoas que, segundo ele, já não desfrutam da vida. O problema é que os seus métodos por vezes têm efeitos secundários imprevisíveis.

"Uma Vida Sublime" vai estrear nos cinemas portugueses na segunda metade deste ano.